sábado, 22 de março de 2014

Mais portrait menos selfie





O título desse texto é uma reflexão, dentre várias, que o site “Peixe Morre Pela Boca” disponibilizou a fim de que nós, internautas ligados na onda comum de compartilhamento, pesquemos e reflitamos sobre o conteúdo que temos passado pra frente, além de nossas atitudes de uma forma geral nas redes sociais.
Portrait é quase tudo que não é selfie. E selfie é aquele tipo de foto que você tira de si mesmo ou de um grupo de amigos, participando da fotografia, obviamente. A proposta do site não critica exatamente sua foto com a galera. Tem mais relação com aquela interminável lista de selfies que não têm qualquer utilidade fotográfica e que não exibem resquícios de significação, exceto por uma absurda valorização da imagem física...
Fotografar hoje é fácil. Mas essa facilidade, lamentavelmente, é contemplada por uma maioria tenebrosa de usuários que preferem floodar (flood = inundar) as redes sociais com banalidades variadíssimas. Pouco “pôr-do-sol lindo” pra muito “fotinho básica de coisa qualquer”... O resultado é a falta de maiores informações relevantes. Mark, porém, não deve se importar com tanto lixo rodando por sua rede, já que os produtores de lixo também se alimentam do mesmo tipo de conteúdo... De quem é o dever de controlar isso aí?
Compartilhamento também é uma questão delicada. Há pouco saíram notícias sobre a quantidade de informação que temos recebido diariamente e os malefícios disso. Sem filtrar esse contêiner de coisas, temos engolido muito sem analisar, sem pensar. E pior: a gente passa pra frente. Às vezes dando risada e fazendo chacota, às vezes chorando por uma história que não tem um pingo de verdade, mas que a gente caiu.
Não faz muito tempo, ainda circulavam aquelas imagens tristes de doenças raras que atingem pessoas sem condições financeiras para tratar. Como se já não bastasse o sofrimento do indivíduo, algumas pessoas acreditavam (ou faziam sem acreditar) que inventar uma história por trás daquilo e liga-la ao compartilhamento da foto faria a rede social doar uma quantia em dinheiro para a pessoa doente. “O Facebook irá doar R$ 0,05 por cada compartilhamento da imagem...”. No máximo, a imagem poderia chegar a uma pessoa interessada em (e com condições de) ajudar. No mais, triste mentira.
Outro caso são os spams e vírus. Sei que eles estão cada vez mais parecidos com postagens normais, mas existe bastante coisa que difere os dois tipos de postagens. Já era hora de a galera aprender a evitar esse tipo de conteúdo, mas a moda do “fulano marcou você e mais 44 pessoas...” ou “aprenda a mudar a cor do Facebook...” ainda está alta e proliferando por aí. Uma herança da época dos e-mails, assim como as inúmeras correntes e apresentações de doenças (que citei ali em cima) também são.
Não temos usado a tecnologia de forma benéfica. Falar do afastamento das pessoas já é clichê. Mas é tão altamente clichê quanto altamente atual! Continua acontecendo e eu diria que cada vez mais precocemente. Preocupante? Sim. Solucionável? Também. Só que à medida que o tempo passa, fica mais difícil encontrar soluções viáveis, pessoais ou gerais, para que possamos definir um comportamento mais equilibrado.
Cultura, música boa, curiosidades e clicks em finais de tarde são coisas que deveríamos priorizar. Menos guerras pessoais, doenças fictícias e conteúdo abusivo. Precisamos polemizar a coisa certa, focar em metas até mesmo quando se trata de internet e também dar um rumo para questões importantes utilizando a tecnologia. Não devemos pensar apenas nos nossos gostos, afinal, aceitamos fazer parte de uma rede de pessoas e consequentemente temos o dever de pensar no próximo. Viver em sociedade, hoje, é mais do que andar na rua seguindo regras de convivência. Vai muito além. É uma tarefa necessária que atravessa telas e cabos para chega às relações virtuais que construímos diariamente.

Luís Fellipe Alves

Com pão de queijo: Essa foi a primeira crônica que escrevi em território mineiro!
Terceira aprovação: Fui aprovado pela UFTM, há algumas semanas, no curso de Engenharia Civil (minha primeira opção, seguida pelas minhas duas outras aprovações) e comecei a cursar na quinta, 20.

Freira no The Voice Itália: Viram essa? Foi lindo! Clica aqui. 

15 comentários:

  1. Boa tarde meu amigo Luís, adorei seu texto esclarecedor, antes que me esqueça deixo aqui meus parabéns pela aprovação pela UFTM, que sitas e que com certeza deves sentir orgulho, sucesso!
    Concordo contigo, também acho que as pessoas abusam em sites de relacionamentos, esquecem que estão se projetando de toda forma socialmente, há que haver uma forma de se conscientizarem, uma delas é lendo textos assim como nos mostrastes aqui.
    Amei ler!
    Abraços e tenhas um lindo sábado!

    ResponderExcluir
  2. Não vi a freira, mas vim correndo para ver seu novo cronicalizar que com pão de queijo sabia seria danado de bão :)
    Sobre o muitos selfies e fotos diversas de paisagens e galeras que postadas não levam legenda, seja engraçada, referencial, romântica, reflexiva, uma palavra, um trecho, uma frase sua ou de alguém, acho algo solto, incompleto. Exceto sejam clicks compartilhados em grupos fechado que algum tema ou intenção seja pre acordado (roupa do dia, registro de viagem...)

    Tantas fotos que não são impressas não vão para álbum, se perdem em aparelhos que vão ficar num canto, que não ser mais acessados, que antes que se deicada tirar dali os registros pode pifar.
    Registros que não se sabe as vezes, nem na semana seguinte, onde foi, como, porque. Tanta falta de criatividade, de substância, de pluralidade, de histórias por trás das fotos e a sensibilidade de guardar para posteridade.

    Tim tim com expresso e água com gás depois, com foto no final sem bafo de café e registrada de caneta bic: data, lugar e uma frase atrás se vc for imprimir ou na legenda se for postar no insta :)

    ResponderExcluir
  3. seria; "não serão mais acessados"
    deicada seria decida :(

    Pressinhas :)

    ResponderExcluir
  4. Oi, Fellipe!
    Texto muitíssimo bem escrito. Já andei por vários Faces (não tenho, mas vi). Sei do que falas, vi tanta coisa inútil... Não faço parte, mas vi um monte (dos fechados). rss.
    Assino embaixo da tua lucidez e da tua visão. Mas a WEB é democrática, então...tudo pode acontecer.
    Vi o site e peguei o 'peixinho que morre pela boca'... Gostei! É isso que está acontecendo nas redes. Aliás, já vi entrevistas na TV falando do mesmo problema. As pessoas se soltam demais, se expõem muito. E não vai acabar: enquanto uns deixam, outros entram...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Gostei do texto que me serviu de análise e concordo com "esse lixo" que flutua pela blogoesfera... Tenho um blogue que é a minha primeira paixão, sem dúvida e estou no FB onde tenho o cuidado de transmitir valores e dar conhecer localidades que muita gente desconhece. Estou nos dois lados em missão, tentando deixar ficar o melhor de mim. Mas vejo e leio muita coisa que não me diz nada, nem a mim, nem a ninguém, certamente.~
    É bom ler alguém que nos sacuda e nos faça ver que, também por aqui...podemos mudar o mundo.
    Um abraço
    Graça

    ResponderExcluir
  6. A multiplicação dos peixes. Um texto e tanto, um peixão! Que as pessoas pesquem a ideia!
    :D

    ResponderExcluir
  7. Multiplicação de peixes. Que as pessoas pesquem as ideias desse navegante "escrivinhador"!

    ResponderExcluir
  8. Muito bom seu texto, concordei com tudinho, infelizmente /:

    Meu Blog ♥

    ResponderExcluir
  9. Nossa, como você escreve -muitobempracaralho-, esse texto é bem reflexivo, me fez pensar até no que posto, está certíssimo.
    Tenho saudade de quando os posts eram só sobre manifestações e política.

    ResponderExcluir
  10. Primeiramente Parabéns pelas aprovações.

    Minha ultima postagem tem um video que se refere á isso!
    Rede social pra mim só serve para contato (com meus alunos) e olhe lá.

    Não tenho mais paciência de ver frases, imagens, noticias que não tem utilidade. Pelo menos pra mim

    ResponderExcluir
  11. Olá Luís Fellipe! São tantas as suas aprovações, que confesso estar perdida: qual mesmo o curso que estás, atualmente, cursando? E em qual das tantas universidades? Merecidos parabéns, és um "guri de futuro", como falamos aqui no RS! rsrsrs

    Sobre seu texto, há tempos cansei de navegar por muitos compartilhamentos, mas pouco conteúdo. Muito selfie inútil, sem qualquer dúvida - culto ao corpo, caras e bocas, e sei lá que outra modinha... pra que tudo isso, afinal?! Confesso que fiquei mais 'slow' com tudo isso, sem muita vontade de estar conectada todo o tempo. Torna-se cansativo visualizar a cada instante aquelas fotos chocantes, que nada tinham a ver com a realidade... Sabemos bem a que levou uma história dessas, lamentável tragédia! Nunca dei crédito àquilo que não vinha de fonte segura e, se eu mesma não confiava, claro que não passava adiante. Mas muita gente o faz, sem checar, sem se preocupar com a veracidade da informação.
    Felizmente, ainda tem gente de bom senso. Que sabe que não precisa ficar as 24h do dia na rede social ou na blogosfera, mas que vai viver vida real lá fora para ter coisas de valor para contar aqui. Percebo que esse é o seu caso! Estás no caminho certo.

    Deixo-te um abraço, e meus desejos de um lindo e inesquecível tempo de universitário - ah, que saudades tenho dos meus tempos! rsrsrs Até.

    ResponderExcluir
  12. Concordo contigo.
    Ultimamente o conteúdo, ou melhor dizendo, a falta de conteúdo dessas redes sociais me deprime!
    Ótimo texto.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Muito bom o post Luís. As fotos que não mostram banalidades não são de interesse da maioria das pessoas...
    O belo, e o poético foi substituído, lamentavelmente pelo fútil...
    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Boa noite Luis,voltei aqui para agradecer o carinho da visita e comentário lá no meu espaço, visto que já havia estado aqui e deixado o meu parecer, reforço a minha opinião sobre o bom esclarecimento que deixas por aqui, em texto bem escrito, li novamente com atenção, FB é bom, nem tudo curto ou compartilho sem antes ter a noção do que está sendo mostrado.
    Abraços e tenhas uma linda semana!

    ResponderExcluir
  15. Vc apareceu por lá, comentou e disse: tô voltando
    Adorei
    Ai na hora vim aqui
    Som de cigarras
    ...
    Sol
    Lua
    ...
    Voltei e nada ainda
    A volta mesmo, publica aqui uma nova crônica, conto, poema, por favor :)

    ResponderExcluir


Obrigado!




Ir para o Topo